Flexidoor
Area Reservada

Empresa

Gestão De Riscos

A política de gestão de riscos assumida pela Flexidoor assenta no pressuposto da continuidade das suas operações e na maximização do retorno através da optimização da sua estrutura de capitais. A incerteza dos mercados comporta um leque variado de riscos aos quais a Sociedade de encontra exposta, nomeadamente os riscos de preço, de taxa de juro, de crédito e de liquidez.

Risco de Preço

As alterações dos preços do aço, alumínio e produtos derivados do petróleo têm um impacto relevante nos resultados da Flexidoor, uma vez que são as principais matérias-primas utilizadas no desenvolvimento da actividade da empresa e estão bastante expostas a problemas de escassez e a oscilações de preços repentinas. A empresa tem procurado controlar este risco da seguinte forma:
    
  • Gestão integrada das matérias-primas e uma maior capacidade de negociação das condições de aquisição com os fornecedores das mesmas;
  • Armazenamento de algumas quantidades relevantes daquelas matérias aquando da existência de expectativas de subidas de preço;
  • Repercussão, sempre que possível, do aumento dos preços das matérias-primas nos clientes finais.

Risco de Taxa de Juro

A Sociedade recorre a instrumentos financeiros derivados de taxa de juro de modo a gerir a sua exposição a alterações nas taxas vigentes nos seus contratos de financiamento. O principal objectivo desta medida é o de mitigar a volatilidade dos custos financeiros associados ao seu endividamento bancário e reduzir a exposição às taxas de juro variáveis.

Risco de Liquidez

A Flexidoor gere o risco de liquidez por três vias:

  • Garantindo que a sua dívida financeira tem uma componente elevada de médio e longo prazo, com maturidades adequadas às características do sector em que exerce a sua actividade;
  • Contratando, com as diversas instituições financeiras, facilidades de crédito disponíveis a todo o momento e pelo montante que garanta uma liquidez adequada;
  • Optimizando o prazo médio de recebimentos.
Risco de Crédito

O agravamento das condições económicas globais que afectam as economias a uma escala local, nacional ou internacional provocam a incapacidade de alguns dos clientes da Sociedade poderem fazer face às obrigações assumidas no momento da compra. Desta situação advêm alguns efeitos negativos que se reflectirão nos resultados apresentados pela Flexidoor.

Conscientes desta realidade, procuramos avaliar o risco de crédito de todos os clientes, actuais e potenciais, com o intuito de definir o nível de crédito a conceder a cada um deles. Tendo em vista o alcance deste objectivo, a empresa contratou os serviços de uma seguradora de crédito para permitir uma gestão mais eficiente da actividade creditícia e minimizar a ocorrência de incobráveis. Como complemento, a Sociedade recorre a agências de informação e de avaliação de crédito e efectua, de modo sistemático, o controlo de crédito, cobrança e gestão de processos em contencioso.

O principal objectivo desta política é o de maximizar a efectiva cobrança dos créditos e optimizar a sua cobrança dentro dos prazos estabelecidos.



voltar